O seu conteúdo literário preferido na tela do seu computador!
 
Página Inicial - Aventuradeler.com

A que viemos

Aventura de ler

Sala de aula

Livros

Transversais

Contos

Crônicas

Poesias

Biografias

Assim falou

QuizArte

Cinema

Colunas

Bibliografia


Poesia

Volverão as escuras andorinhas
(Gustavo Adolfo Bécquer)

Volverão as escuras andorinhas
em teu balcão os ninhos a pendurar,
e outra vez com as asas nas vidraças
              alegres vão chamar;

mas aquelas que o vôo refreavam
para tua beleza e minha sorte contemplar,
aquelas que aprenderam nossos nomes...
                essas... jamais hão de voltar.

Volverão as espessas madressilvas
de teu jardim os muros a escalar,
e de novo pelas tardes, ainda mais belas,
                suas flores desabrochar;

mas aquelas respingadas de orvalho,
cujas gotas víamos oscilar
e cair, como lágrimas do dia,
            essas... jamais hão de voltar.

Volverão do amor em teus ouvidos
as palavras ardentes ressoar;
e teu coração, de seu profundo sono,
              talvez despertará;

mas mudo e absorto e de joelhos
como se adora a Deus em seu altar,
assim como eu te amei... não te enganes:
                 ninguém te amará.

><><

(Tradução de Maura Maciel)

Na seção Literatura, dados biográficos de Gustavo Adolfo Bécquer.

Todos os conteúdos deste site estão registrados. Maura Maciel. - Todos os direitos reservados © 2010 - Desenvolvido por Anselmo Pereira