Estrada Real

 

aventura de ler

Acesse o site

 

 

A ESTRADA REAL - HISTÓRIA

 

O termo Estrada Real se refere aos caminhos trilhados pelos colonizadores desde a descoberta de ouro nas Minas, no século XVII, até seu esgotamento. Tornando obrigatórias essas rotas, tinha a Coroa Portuguesa o objetivo de fiscalizar a circulação de pedras e metais preciosos, bem como muitas outras mercadorias e escravos que transitavam entre Minas Gerais e o Rio de Janeiro, capital da Colônia. De Paraty saíam os navios, levando para Portugal riquezas como ouro, diamantes e outras pedras preciosas.

Os 1.200 km de percurso da Estrada Real eram constituídos por três rotas, surgidas em diferentes momentos: Caminho Velho (de Paraty a Ouro Preto), Caminho Novo (do Rio de Janeiro a Ouro Preto) e a Rota dos Diamantes (de Ouro Preto a Diamantina). Ao longo desses percursos foram surgindo inúmeros povoados e vilas, muitos dos quais mais tarde se transformariam em cidades.

 

O Caminho Velho

 

O mais velho desses caminhos já havia sido trilhado pelos índios, antes de ser utilizado pelos bandeirantes. Oficializado pela Coroa Portuguesa para o transporte do ouro das Minas Gerais, .seu trajeto começava em Paraty, no Rio de Janeiro passando pelas cidades paulistas atualmente denominadas Cunha, Lorena, Cachoeira Paulista e Cruzeiro, atingindo a Serra da Mantiqueira.

Em Minas Gerais, o Caminho Velho passava pelas povoações sul-mineiras que se tornaram depois as cidades de Passa Quatro, Itanhandu, São Sebastião do Rio Verde, Pouso Alto, Virgínia, São Lourenço, Soledade de Minas, Conceição do Rio Verde, São Thomé das Letras, Carrancas -  com variantes através de Itamonte, Alagoa, Aiuruoca, Baependi, Caxambu, Cruzília; Carmo de Minas, Lambari, Campanha.

De Carrancas, seguia-se para Itutinga, passando por Tiradentes, São João Del Rey e outras, até  chegar a Ouro Preto.

Com a independência do Brasil, a Estrada Real perdeu a função para a qual fora criada já que, para Portugal, extinguira-se o direito às riquezas da ex-colônia. Muitas das cidades e vilas desapareceram, outras foram abandonadas ou destituídas da anterior importância.

Atualmente a Estrada Real é formada por 177 municípios, dos quais 162 estão localizados em Minas Gerais, 8 no Rio de Janeiro e 7 em São Paulo.

 O abandono e o isolamento, em que permaneceram por muito tempo, reverteram-se em benefício, pois as povoações e cidades, esquecidas pela Corte, conservaram  sua História, arquitetura, Igrejas, monumentos, museus, hábitos e costumes, reservas ecológicas, águas minerais, cachoeiras...

Esses municípios constituem hoje importantes centros turísticos, seja pela beleza exuberante da Serra da Mantiqueira, seja pela proteção da ecologia, seja pela preservação do passado, cuja história é também a História de Minas e do Brasil.

 

 


Todos os conteúdos deste site estão registrados. Maura Maciel. - Todos os direitos reservados © 2010 - Desenvolvido por Anselmo Pereira