O seu conteúdo literário preferido na tela do seu computador!
Página Inicial - Aventuradeler.com

A que viemos

Aventura de ler

Sala de aula

Livros

Transversais

Contos

Crônicas

Poesias

Biografias

Assim falou

QuizArte

Cinema

Colunas

Bibliografia


Contos

O menino e a flor

Eu vinha vindo pela rua Primavera, olhando lá embaixo a cidade, suas muitas ruas e avenidas, prédios e árvores, os arranha-céus. Eu vinha assim como quase sempre venho: distraída. Por isso não ouvi a primeira vez em que o menino me chamou: moça, ó moça. Da segunda, olhei para ele. Era só um meninozinho de cinco anos, uniforme azul e branco, uma mecha dos cabelos lisos caindo pela testa. Estava parado diante de mim, na mão estendida portando uma flor - do campo: longas pétalas amarelas rutilando ao sol.
_ Apanhei pra você - falou.
Olhei para trás, por cima dos ombros, esperando que houvesse outra pessoa. Não havia: era para mim mesma. Ele esperava, sem compreender minha hesitação. Então eu lhe estendi a mão e um sorriso, peguei a flor com muito cuidado, passei os dedos por suas pétalas. O amarelo rebrilhava. Levantei a cabeça, ia agradecer, mas... onde estava ele? Voltei, procurei com o olhar aquela criança. Em algum dos carros que saíra, em algum daqueles prédios, havia desaparecido. A flor, no entanto - a flor continuava ali, era toda minha, assim, sem mais nem menos, amarela e cintilante feito um milagre.

Maura Maciel

Todos os conteúdos deste site estão registrados. Maura Maciel. - Todos os direitos reservados © 2010 - Desenvolvido por Anselmo Pereira