O seu conteúdo literário preferido na tela do seu computador!
Página Inicial - Aventuradeler.com

A que viemos

Aventura de ler

Sala de aula

Livros

Transversais

Contos

Crônicas

Poesias

Biografias

Assim falou

QuizArte

Cinema

Colunas

Bibliografia



José Luís Sampedro, biobibliografia

José Luís Sampedro nasceu em Barcelona em 1917. Catedrático de Estrutura Econômica, foi professor visitante nas universidades inglesas de Salford e Liverpool.
Em 1977, nomeado senador por designação real, exerceu o cargo na primeira legislatura após a restauração da democracia na Espanha. Foi eleito membro da Real Academia Espanhola, em 1990. Suas atividades como catedrático e político não o impediram de criar uma vasta e consistente obra literária, traduzida para vários idiomas e com as quais obteve os seguintes prêmios:

Prêmio “Calderón de La Barca”, 1950, por sua obra teatral La Paloma de Carton.
Prêmio “Francisco de Quevedo”, 1971.
Membro do Alto Conselho Cultural Hispano-Francês.
Prêmio 1989 da “Confederação de Livreiros Espanhóis”.
“1º Prêmio ELLE de Romance” obtido por A Velha Sereia, em 1991

OBRAS  

Congreso en Estocolmo (Romance, 1952)
Com os pormenores de uma reunião científica como pano de fundo, Congreso en Estocolmo narra o encontro amoroso de duas personagens de culturas, idades e atitudes diferentes. José Luis Sampedro plasma uma delicada trama de paixões filtradas pela tênue melancolia da paisagem nórdica e propõe uma fervorosa aceitação do viver em sua múltipla riqueza e dilacerante intensidade. Fruto de uma viagem à Suécia e de sua descoberta pessoal do Báltico, o autor consegue com este livro um dos romances mais interessantes da atual narrativa espanhola.

El río que nos lleva (Romance, 1961)
De linguagem áspera e sensual, o ritmo narrativo de El río que nos lleva parece acompanhar o fluir do próprio Tejo, que serve de fundo para as peripécias de um grupo de guincheiros que acompanham água abaixo os troncos recém cortados. Romance de grande conteúdo simbólico, seu tema último é o da dignidade humana.
Publicado em espanhol, alemão, romeno, francês, há também uma versão para o cinema.

Octubre, octubre (Romance, 1981)
Este é um romance plural e imaginativo, fruto de uma ousada confiança nos leitores desejosos de saborear intensidades e horizontes. A superposição de vozes narrativas e a variedade de épocas e perspectivas culturais configuram um relato que surpreende por sua vitalidade e realismo. José Luis Sampedro esteve trabalhando quase vinte anos neste romance, que ele considera seu testamento vital.
Traduzido para o francês e português (Portugal).

La somrisa etrusca (Romance, 1985)
Um velho camponês da Calábria chega à casa de seu filho em Milão para submeter-se a um tratamento médico. Ali descobre seu último afeto, um ser para o qual vai transbordar toda a sua ternura: seu neto, que se chama Bruno como ele era chamado por seus camaradas partisans. E vive também sua última paixão: o amor de uma mulher que iluminará a etapa final de sua vida concedendo-lhe toda sua plenitude... Um belíssimo romance sobre o eterno tema do amor, com a verdade que oferece um conhecimento profundo da alma humana.
Traduzido para o alemão, chinês, francês, grego, italiano, russo, português (Portugal e Brasil).
No Brasil, o lançamento é da Editora Martins Fontes, com o título O sorriso etrusco.

La vieja sirena (Romance, 1990)
Egito, século III. Época de mudanças e confusão. Dois grandes impérios, o romano e o persa, iniciam uma lenta decadência. A protagonista, envolta em sua beleza e mistério, percorrerá um apaixonante itinerário até chegar a Alexandria, onde dois homens marcarão seu destino: Ahram, o Navegante, homem de ação e sedento de poder, e o filósofo Krito, possuidor do dom da palavra. Como nos mitos, tudo nesta obra nasce mais de uma vez porque tudo em algum momento recebe uma luz nova que o recria e vivifica. Um apaixonado canto à vida em um romance que é tanto recriação histórica como relato fantástico de inusual lirismo e sensualidade, tanto reflexão humanista sobre o poder como aguda parábola sobre nosso instável presente.
Tradução inédita em português; ver fragmento em A velha sereia, na Seção Livros.

Mar al fondo / Mientras la tierra gira (Contos em dois volumes, 1992)

R elatos inéditos, numerosos contos que o autor escreveu ao longo de mais de trinta anos, a maior parte publicada em revistas e jornais. Com sua prosa rica em sensações e musicalidade, Sampedro alterna crônicas realistas e sóbrias com fábulas tão surpreendentes quanto fantásticas. Todavia, mais além da imaginação, a força destas obras reside em cada gesto de seus personagens, em sua apaixonada trajetória pelas emoções e desejos humanos.

Nota: Resenhas traduzidas da coleção publicada pela Editora Plaza & Janés Editora, S. A., Barcelona

E ainda, na ficção:
Um sítio para vivir (Teatro, 1965)
El caballo desnudo (Romance, 1970)
Real sítio (Romance1993)
La estatua de de Adolfo Espejo ( Romance, 1994)
La sombra de los dias (Romance,1994)
Fronteras (Textos vários,1995)

ENSAIOS
Conciencia Del subdesarrollo (1972)
La inflación (1985)
El mercado y nosotros 1981)

><><

Leia fragmento da tradução de A velha sereia .

 

Todos os conteúdos deste site estão registrados. Maura Maciel. - Todos os direitos reservados © 2010 - Desenvolvido por Anselmo Pereira